2006-05-01

noite após noite o medo


noite após noite o medo
como se da noite
viesse o silêncio que te habita.


mesmo os últimos ficaremos.

7 comentários:

Mendes Ferreira disse...

junto-me aos últimos. assim. embora não com tão sábias palavras.




bom maio. Martim.

beijo.

Ai meu Deus disse...

ficaremos
acesa a candeia.

como se da noite
viesse a luz que nos incendeia.

(um abraço prosaico -- que para mais me não chega nem engenho nem arte -- mas amigo)

Duke disse...

Bom dia do Trabalhador... Kamarada.
Abraço

Francisca Manson disse...

Bonita imagem e lindo poema. Parabéns!

konde disse...

Poema de 1º de Maio? Belo!

Su disse...

medo/noite/silêncio
...tantas vezes está em mim

jocas maradas

porfirio disse...

:
do
medo
Al
Berto
o
disse
.
das
guerras
falsa
ignorância
temperada
com
medo
e
os
dentes
da
ambição
de
falsos
líderes
a
esmagarem
-nos
.

bom 1º de maio amigo

abraço