2006-05-02

adeus, René...

RENÉ PEDRO GARAY (1949-2006)

Sem palavras, a morte chegou. Nada digo. Só este silêncio em nós. E um sorriso impotente, celebrativo de um modo honestamente exemplar, na ciência e na partilha. Lusófilo criterioso e empenhado, sempre lhe admirei a capacidade inusual de dar o seu a seu dono, rara qualidade, aliás, no mundo investigativo. Admirador de Judith Teixeira, esse sonho nos continuará unindo. Tarde a noite a chegar de novo a um vínculo que de Viseu sorri nas estrelas de Nova Iorque.


4 comentários:

harpa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
konde disse...

Mais silêncio. Boa-tarde.

Francisca Manson disse...

Homenagem também da família mansoniana.

Anónimo disse...

enganei.me.




Martim.



isa.