2007-01-14

pequeno amor

outra coisa ainda talvez o rumor
íntimo o reverso corpo quente
e um lago inundando a língua
o marfim branco dos ossos
correndo depois venalmente
contra o sangue explodindo
explodindo sempre, meu amor.

7 comentários:

duke disse...

Que grande amor!

Anónimo disse...

dos grandes pequenos amores ou será dos pequenos grandes amores?

Y. disse...

o amor marfim.

rumor em contagem crescente.


a pele nunca extinta de quem se dá.

ao verbo.


bom dia Martim.


bjo.

Jacinto Figueiredo disse...

O amor é belo como a roma
abraço
Jacinto Figueiredo

konde disse...

Amor e palavras, belas palavras... Abraços!!!

Anónimo disse...

físico amor
liricamente perfeito
imaginado.

Parabéns!

pedro

marakoka disse...

explodindo.........sim........

jocas maradas