2006-10-01

senhora

"Ana". Luís Castro Lopo.
o olhar da areia se suspende
em vós senhora mergulhado
cor impoluta e distante
alheia à tragédia dos mortais
vinde secretária instante
dessa pedra tão longínqua
aquecer a nossa hora
cheia de sangue de dor
abandonado corpo esperando um olhar.

6 comentários:

a rasar o ceu disse...

e por aqui me abandono senhora de um espantado olhar seduzido.

_______________________

Martim.

Belíssimo. tudo.


beijo.

francismanson disse...

Pintura muito bonita e belas palavras! Aquele beijo...

Franceska disse...

Adorável díptico... Beijos...

Mendes Ferreira disse...

...alheia à tragédia dos mortais...


_____________

trágica a respiração.


beijos.

(apeteceu-me. só isso. morder e trincar de novo a saudade. daqui.

duque disse...

Interessante texto e fulgurante música, Martim. Obrigado e abraço!

konde disse...

Belo.Abraço.