2006-10-23

o credo de um poeta

"O meu objectivo era falar do credo do poeta mas, olhando para mim próprio, descobri que tenho um tipo de credo vacilante, nada mais. Talvez seja útil para mim, mas dificilmente o será para outros."
[Jorge Luís Borges, Este Ofício de Poeta ]

4 comentários:

hfm disse...

Nunca páro de me espantar com Borges.

duk disse...

Visão à frente, a de Borges. Abraço tb.!

Franceska disse...

Pintura engraçada sobre um grande escritor! Beijos!

a rasar o ceu disse...

a terrível lucidez...


beijos. Martim.