2006-10-06

biblioclasmo



Sem espanto, leio na revista Os Meus Livros (nº 44, Outubro 2006):

IRAQUIANOS QUEIMAM LIVROS

Todos recordam as célebres imagens do “Fahrenheit 451”, com os bombeiros a queimar livros. Pois bem, escritores e livreiros iraquianos reviveram a cena, fazendo uma enorme fogueira para contestar o recolher obrigatório em Bagdade, que afirmam ter transformado o centro da actividade intelectual local numa “rua fantasma”. “A rua al-Mutanabi é cara ao coração de todo o homem culto. O recolher obrigatório de sexta-feira impede muitos iraquianos de se reunirem lá. Ela transformou-se numa rua fantasma”, lamentou Naim al-Shatri, proprietário de uma das mais antigas livrarias daquela artéria. Kazim Rachid Salum, crítico e argumentista de cinema, lamentou o fim do leilão semanal de livros raros e antigos que se realizava na rua e o facto de os estudantes, agora, não poderem ir lá comprar novos livros.

O refúgio espiritual de Montaigne entrega assim o corpo ao fogo, lembrando que a sede biblioclástica vem detrás, dos destruidores encartados que decretam recolheres e delitos de opinião. Também Cervantes avisara de que as letras conduzirão o homem ao fogo. Sem ajoelhar ao aurático dos livros, lamento todos os livros perdidos e todas as proibições à print culture na cidade das mil e uma noites. Bem avisa Steiner a respeito das metalinguagens dos guardiões.
O livro interessa-me, mesmo que mero objecto museológico que alguns corifeus teimam em apregoar. Prezo também os silêncios dos poetas ou dos seus maiores Pitágoras, Sócrates e Cristo, parece que ágrafos e , no entanto, transmissores…
No espaço cego que ninguém vê, o podre dos dias avança e Ipek Calislar é julgada, porque sim. Rumo à desparição, há muito que o homem caminha para um epílogo trágico. Vale aqui o fulgurante esforço do resistente Iggy Pop.


9 comentários:

duk disse...

Às vezes até´seria útil, com tanto livro fútil... Abraço.

Su disse...

horrendo esse queimar
jocas maradas

Konde disse...

O Iraque é uma grande fogueira criada pelo MONSTRO! Abraços!

hfm disse...

Que saudades que eu tinha de aqui vir! Estou sem computador espero voltar em breve.

sleep well disse...

Martim, encontrei-o ali "a rasar o céu".
espreitei e


gostei :)

duque disse...

Brilhante, acho! Abraços tb. de fogo!

a rasar o ceu disse...

tinha razão Cervantes.

como não?


_______________
abençoado fogo o que me queima aqui.

beijos. e boa noite Martim.

herculanodacosta disse...

Olá!
O meu blog principal é o "heresias consentidas". O "viriatices" é um blog que divido com um amigo meu.
Abraços
hc

martim disse...

obrigado, herculano, pela informação. abraço.