2006-09-30

um dia...

se o caos de novo não vier
nem nos tempos próximos
o mais ínfimo lugar

dificilmente na pátria
outro modo e outro mar
abertos por breve sulco

contra os demagogos do momento
levanta-te que minam o tempo
afundando-te na escuridão
e na inércia do desalento

não sei se é hora ou ano
ou sonho adiado
sei que vai chegar ainda

assim o país resista.

8 comentários:

Ai meu Deus disse...

Assim resista!
Assim o espero.

Para a resistência contribuo com um abraço. especial [após umas batatas à moda de pobre. Como convém numa cabaninha onde faltaste mas aonde hás-de regressar. Assim resistamos].

a rasar o ceu disse...

assim.
.
mas de resistência não branda.
.
espero.
.
esperando pouco.


.

beijo Martim.

Franceska disse...

Convite à luta... Beijos!

duke disse...

O Sidónio será sempre sonho... Abraço!

a voz disse...

Sidónio, o Presidente-Rei.

konde disse...

De facto, o momento convida à deserção. Aquele abraço!

Mendes Ferreira disse...

e outro dia. ainda.


beijo Martim. porque sim.

Su disse...

não sei se um dia...........não sei----- des.espero.......

jocas maradas de tempo