2007-03-22

estranheza

que ferida afinal sereia canto ou teia tua
se não voltares à mansão ao mesmo cálice?

5 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

a ferida do silêncio....




beijo Martim.

duke disse...

Bebo por este cálice...

porfirio disse...

bela incisão, martim
.
.
estreito entre
a ferida e o cálice
.
.
sibilino esse caminho.

abraço

duque disse...

Lugar de lume e de estranhas vozes, dizem? Aqui, sem sede...

isabel mendes ferreira disse...

teia?


___________



boa noite Martim....

___________




beijo.