2006-03-06

Já dei a volta ao mundo, transportado
às vezes pelo vento, outras no dorso
de vigorosas aves migratórias;
atravessei desertos, vi as praias
que a vaga névoa humana delimita;
flutuando à deriva no mar alto,
fui visitar as mais secretas ilhas.

(António Franco Alexandre, Aracne )

5 comentários:

Anónimo disse...

..............e obrigado. mt.
bjo.



isabel

porfirio disse...

boa noite martim

estive a ler recentemente o «duende» quase duma vezada e mesmo assim ainda o considero superior ao «aracne»... mas é a minha opinião e nada mais.

abraço

martim disse...

boa-noite, porfírio. não entro em medições ou métricas. reconheço que o "duende" é fulgurante. mas o franco alexandre é todo. depende da posição. abraço.

Francisca Manson disse...

Esta aranha viaja muito!

spartakus disse...

s' andou nas nuvens pouco viu...