2006-04-28

conselho baudelairiano

Divertido tenho andado com as interessantes publicações da editora objecto cardíaco de walter hugo mãe. Abrindo com quatro colecções de nome "aorta" (poesia), "coisas de ignição" (não-poesia), "objecto longo" (um só poema longo) e "a luz posterior ou fora de colecção", o projecto editorial assume-se desde já como um espaço de indenegável liberdade criativa, onde pontua uma competente calibragem qualitativa.
Sendo este o 4º livro por mim lido dos 6 que comprei, chamo a atenção para o nº 3 da colecção "coisas de ignição", cuja capa apresento supra.
Avance o leitor até à p. 16 e aprenda o ensinamento baudelairiano desvelado pela tradução de Jorge Melícias:
Com efeito, o ódio é um licor precioso, um veneno mais caro que o dos Borgia - porque ele á feito com o nosso sangue, a nossa saúde, o nosso sono e dois terços do nosso amor! É preciso poupá-lo!
Aplique-se agora o dito abundantemente, sem receio de danos colaterais.

6 comentários:

Mendes Ferreira disse...

aceito.o.conselho.vou pensar.

:)


beijo. sem nenhum ódio. pode ser?

martim disse...

claro que sim, isabel. bjos.

konde disse...

Voici o Poeta Mittelpunkt! Que boa receita! Abraços!!...

Mendes Ferreira disse...

..........pois. e eu a pensar que tinha gostado do post sobre a poeira...sniff snifff...


Martimmmmm____________brinco!


vou-me....não quero danos "colaterais"...:) :)

beijo.

Francisca Manson disse...

A capa do livro é mansoniana... Boa-tarde e bom fim-de-semana. Beijos!

harpa disse...

aqui.para poder ir.lá.beijos.