2007-10-03

visão

do pequeno sulco o orvalho
inunda o verão este cais
afunda então dentro do copo
e o vidro em estilhaços fere
as lápides da pele as vozes.

no banco duro os amigos são
riso e seda vindo devagar...

um grito um violino e as garras frias
dentro da procissão um mero passo.

2 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

passo...








de gigante.



bom dia Martim.

bjo.

a mentira de ulisses disse...

Israel e os terroristas
Aqui fica, para reflexão de algumas pessoas de memória curta, esta declaração do Ministro dos Negócios Estrangeiros de Salazar, Franco Nogueira, em conferência de imprensa realizada em 8 de Junho de 1967:
«Apesar de esse facto quase ter passado despercebido, Israel foi para Portugal um inimigo tenaz. Nas Nações Unidas a sua delegação interveio e votou contra nós, associando-se de resto a todas as iniciativas que nos são hostis. O embaixador de Israel no Congo está em contacto com os terroristas, concede-lhes ajuda e, no próprio território israelita, são acolhidos e treinados terroristas contra Angola.»

http://linha-horizonte.blogspot.com/2007/10/israel-e-os-terroristas.html