2006-06-24

lágrimas gregas



É já tarde por sobre a colina da sé
- diz o sol que vai caindo no horizonte
escurecendo o casario já cansado
e lembrando que dentro deste porto-batel
eu sou eu e a visão luminosa
a que longe sempre regresso.

7 comentários:

Su disse...

amei...as palavras e a foto
jocas maradas per te

Mendes Ferreira disse...

lágrimas......belas!



líndissimo Martim....


abraço.

pintoribeiro disse...

Lágrimas. Infelizmente são sempre poucas e muitas. Bom dia Martim, abraço.

konde disse...

Bonito poema e fabulosa imagem... Abraço...

Franceska disse...

Gostei muito do poema! Muito Bem...

Ai meu Deus disse...

até eu, Martim. (quase) insensível à poesia. até eu gostei. muito.

abraço para ti. e para as tuas circunstâncias. a visão luminosa.

porfirio disse...

:

e lágrimas ao sol
só podem ser de alegria

abraço