2006-06-14

depois de um ano um dia



ainda a eugénio de andrade / desenhos de manuel ribeiro de pavia
depois de um ano um dia
em que sentado humilhado
de novo corrente gasta
na rotina entras sem pensar...
agita estremece luta lembra
que uma coisa vaga e terna
tens na palma da mão:
a vontade de dizer não!
na pureza do gesto
e no calor do encontro
recolherás então o calor
que te anda desavindo.

4 comentários:

Franceska disse...

Espectacular momento de luta e de poesia... Obrigado, pois!

konde disse...

À Poesia... Abraço.

pintoribeiro disse...

alentador Martim. um abraço.

Mendes Ferreira disse...

tudo tão belo....Martim.....!



obrigada.


beijo.