2006-01-12

António Gancho, sempre! (1940-2006)


"SÓ NO CALOR da tua boca

a minha boca sufoca
que laivos da tua boca
quando com a minha se toca
boca viva boca morta
fica pouco a vida é curta
que laivos da tua boca
que laivos da vida louca"
( Poemas digitais )






3 comentários:

Mendes Ferreira disse...

...laivos...


beijo Martim.

porfirio disse...

e de repente lembrei-me do Mourão-Ferreira...

abraço

martim disse...

de facto.