2008-01-03

Antes da pausa, para preparação da nova revista, "Restauração", de Branquinho da Fonseca



RESTAURAÇÃO




Se me vierem procurar: não estou. Quando me fecho em casa é para ser só eu: delicado e brutal, humilde e altivo, sacrificado e egoísta: o bem e o mal: humano! Sem atitudes seguidas. - Abaixo a Continuação!


Quero estar só diante de mim sem disfarces nem conveniências!


Ora todos sabem que para conviver é necessário ser alguma coisa aos outros.


Estou cansado! Deixem-me descansar! Deixem-me ser só eu durante um dia e depois vereis como hei-de agradar-vos, como de mãos nas mãos me beijareis o rosto e chamareis - Irmão!...


(Branquinho da Fonseca, presença, 18)

5 comentários:

Susana Barbosa disse...

Beijos Martim. Bom Ano!

hfm disse...

Que texto, Martim! fez-me lembrar outros escritos quando, para além das palavras, havia muito a dizer.

barb michelen disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

duk disse...

De facto, palavras espantosas de Branquinho da Fonseca... Abraço para todos!!!

Ai meu Deus disse...

está bem, Martim! Vai lá!... (louvado seja deus que nos mantém unidos na feijoada e nos grelos).