2005-10-28

tesouras & alicates


é com a língua que corto o vento. a força dos alicates esmaga-me os ossos. novo e cego narciso, é com o corpo que dedilho os elementos. o lume desce à garganta e o mito ilumina-se nas paredes do estômago. na mala levo comigo os poemas dos outros. no espelho da água fito a imagem. a primeira, vinda sobre a pele dos dias. cada avanço é um som opaco, sem pegada. em ti me perco, já sem regresso. as lâminas da tesoura tombam e nem sequer um pouco da morte.

5 comentários:

Anónimo disse...

Sulu's gay, what do bloggers say?
A good number of bloggers are sci-fi fanatics, none more so than those of the "Trekkie" variety.
Find out how to buy and sell anything, like things related to georgia highway construction on interest free credit and pay back whenever you want! Exchange FREE ads on any topic, like georgia highway construction!

Pinto Ribeiro disse...

carpintaria?....1 abraço.

martim disse...

é matéria...

pn disse...

matéria operada...
ob(e)ra
& bichos carpinteiros?
e a tauxia?
lavrada madeira a sulco aberta, fendida à mão...
(martimmartim --» acaba esta última epinautografia)

pn disse...

tauxia soa a barthes???