2005-10-30

proposta quase inicial de ave azul

Junto a Vergílio, o dia nasceu. ainda breve, quase nada faltou. nem desânimo. esta é a capa das costas do número 1 anunciando a incrível literatura. tomados de espanto, o tempo passa e a memória é mais longa. um dia, não será assim. então, colhe este sinal mudo no espaço íntimo de ti e abandona-te ao inverno que te confunde.

2 comentários:

Mendes Ferreira disse...

vou repetir-me...que coisa: BELÌSSIMO TEXTO. bjo.( o acento está ao contrário, pois está...e não me apetece corrigir):)

porfirio disse...

...enquanto houver gente "valerosa" a alongar memórias, como a do grande vergílio, o inverno será sempre uma ponte móvel debaixo dos castanheiros em que por entre os ouriços se colhem fotografias luminescentes a sangrarem como folhas...
1 abraço kamarada