2007-09-07

fria mansão

Fotografia de António Jorge Nunes
pela noite uma flor de mágoa funda
diz que a morte existe e é morada.
perplexo olho o sítio e a asfixia
das palavras é um lugar oculto.
uma concha na lagoa escura brilha
e nada sei dos lugares do mundo.
percorro o pó das caves os sonhos
e a neve romba dentro do lume.
mansão estranha esta em que és brilho...

3 comentários:

hfm disse...

Para lá das palavras.

konde disse...

Até sempre!!!

morffina disse...

Morada certa em que uns brilham mais que outros, consoante o observador.

Abraço
MF