2007-07-13

13 de Julho


ainda são jóias dedos sonhadores
os momentos vindos memória
dentro como se ontem ou hoje
assim não houvesse princípio
nem fim - ouve-se o grito...

3 comentários:

hfm disse...

o grito da tua poesia.

a voz disse...

Martim Lourenço

É também uma Homenagem ao nosso Saudoso Amigo o Senhor D. José Cabral.

Obrigado.
Abraço.
Mário

isabel mendes ferreira disse...

dedos da "SUA" memória.




um outro dentro do mesmo Martim...
:))))
_________________

beijo.